Pontos turísticos na Colômbia
6 de março de 2018
Mostrar tudo

A Colômbia desponta como um das grandes atrações turísticas na América do Sul e se tornou um destino cada vez mais procurado pelos brasileiros. Em tempos idos, o país era lembrado apenas pela violência dos cartéis de tráfico de drogas e dos frequentes confrontos. Há mais de uma década, porém, este cenário é outro e a Colômbia passou a oferecer, além da segurança, muita beleza e diversão. E, justamente por esta mudança, é que a frase predominante nos anúncios que objetivam atrair turistas ao país é: “Colômbia, o único risco é que você queira ficar”.

O número de turistas brasileiros que visitam a Colômbia cresce a cada ano, o Brasil ocupa a quarta posição no ranking, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, Venezuela e Equador, em viagens motivadas por turismo e eventos. As cidades mais procuradas são: Bogotá, Cartagena das Índias, San Andrés, Medelín e Cali, nessa ordem. Vale destacar, ainda, a receptividade que os colombianos dedicam aos que lá visitam, são sempre muito amáveis fazendo com que o turista possa se sentir em casa. Vamos conhecer um pouco dos dois principais destinos colombianos, Bogotá e Cartagena.

BOGOTÁ

A capital Bogotá é a primeira parada. A cidade, com quase 8 milhões de habitantes, fica situada a mais de 2600 metros de altitude em relação ao nível do mar e oferece clima ameno durante todo o ano. A quinta maior cidade da América latina é sinônimo de cultura, música, dança, boa gastronomia e bairros coloniais charmosos.  As ciclovias, os parques, os museus, a feira de domingo em Usaquén, e a Zona Rosa, também, são pontos fortes do roteiro.

Entre os museus mais procurados estão o Museo Botero e o Museo do Oro. O Museo Botero recebe em torno de mil visitantes diários para apreciar as obras de Botero, um artista figurativista colombiano, pintor e escultor, cujas obras são uma releitura instigante dos ideais de beleza do Renascimento. O Museo do Oro se destaca por abrigar diversos tesouros das civilizações pré-hispânicas e importantes coleções da metalurgia pré-colombiana. Além desses dois, há outro que vale a pena o registro, o Museo Internacional de La Esmeralda, que além de oferecer uma bela vista do 23º andar do prédio, possibilita o visitante conhecer o processo de formação das legítimas esmeraldas colombianas.

MUSEU 1

Museo Botero

MUSEU 2

Museo do Oro

MUSEU 3

 

Para ter uma vista espetacular da cidade de Bogotá, recomenda-se um passeio em Cerro Monserrate, um dos pontos mais altos de Bogotá. O mirante é conhecido como local de peregrinação por abrigar o Santuário del Señor Caído de Monserrate. Outra opção para apreciar os contornos da cidade de Bogotá é o Mirador La Calera. Não é tão alto com o Cerro Monserrate e o acesso é feito de carro. A vantagem é poder apreciar com mais detalhes o traçado retilíneo da cidade.

 

MUSEO INTERNACIONAL DE LA ESMERALDA

O processo de formação das legítimas esmeraldas colombianas.

CERRO MONSERRATE

Cerro Monserrate

Para as baladas noturnas o ponto alto é a Zona Rosa. A região possui diversos bares, restaurantes e cervejarias, sempre com bastante agitação. Na Zona Rosa existe uma rua com o formato da letra “T”, onde não há trânsito de carros, e por isso conhecida como Zona T. Lá, encontram-se diversos bares e restaurantes, com mesinhas nas calçadas, lojas de estilistas e discotecas badaladas. Os ritmos colombianos estão sempre presentes nas festas e para quem gosta de dançar é um prato cheio.

ZONA ROSA

Zona Rosa

Entre os lugares mais badalados da Zona T, está um dos restaurantes mais exóticos de Bogotá, o Andrés Carne de Rés, que também é bar e balada. O local é muito original e excêntrico, dividido em quatro andares onde cada ambiente é denominado de inferno, terra, céu e purgatório, respectivamente, baseado na Divina Comédia, de Dante Alighieri. Cada andar possui uma decoração única e os mínimos detalhes estão presentes nas paredes, mesas e por todo o restaurante.

ambiente restaurante andre

Um dos ambientes do Restaurante  Andrés Carne de Rés

Vale ressaltar que gastronomia colombiana é bem diferente da brasileira, mas ainda assim consegue agradar a muitos paladares. Algumas comidas típicas do são as arepas de milho, os buñuelos (bolinhos fritos de queijo com farinha e ovo) e as empanadas recheadas com carne e batata. Comidas típicas simples, mas com um sabor delicioso.

arepas

AREPAS DE MILHO

Gastronomia colombiana.

A feira artesanal Santa Bárbara de Usaquén, que acontece somente aos domingos, é local muito pitoresco, tornando imprescindível a visita para quem deseja comprar lembrancinhas e recordações de Bogotá. Muita variedade e preços bons para produtos artesanais e antiguidades

Para quem gosta de pedalar, em Bogotá há dezenas de quilômetros de ciclovias destinadas aos ciclistas. Aos domingos e feriados, esse número aumenta ainda mais, já que várias pistas são fechadas para o trânsito de automóveis, ficando reservadas aos ciclistas e pedestres.

À, aproximadamente, 50 km de Bogotá, existe uma cidadezinha com poucos habitantes, chamada Zipaquirá que abriga a primeira maravilha da Colômbia, 180 metros abaixo do solo, conhecida como Catedral de Sal, esculpida à mão pelos mineradores da época. Considerada, por muitos, como a atração turística número um da Colômbia, a visita é feita de forma guiada, em espanhol ou inglês, e dá para aprender bastante sobre a mina de sal e como ela foi transformada em uma imponente catedral subterrânea.

catedral de sal

Catedral de Sal

CARTAGENA

Segundo principal destino colombiano, atrás apenas da capital Bogotá, Cartagena das Índias abriga muitas cidades numa só. A mais conhecida é a amuralhada, com suas ruínas e construções preservadas enquanto ainda mantém simpáticos bares e barbearias de outra época, que atraem gente de todo o mundo. Cartagena fica no litoral caribenho da Colômbia, à 1h de avião de Bogotá. A cidade fica no continente, mas ao redor dela há várias ilhas que fazem a fama praieira do lugar. A média de temperatura local é na casa dos 30ºC, calor que combina perfeitamente com o cenário.

Cartagena foi a primeira cidade colombiana a declarar independência da Espanha, por isso é conhecida como La Heroica (A Heroica). Preferida pelos casais por seus cenários românticos, é um dos destinos mais procurados para lua de mel na América do Sul. Praticamente não chove entre os meses de janeiro e março, ponto alto do verão, e a partir do final de dezembro as praias atingem o auge da sua beleza.

Declarada Patrimônio Histórico da Humanidade, em 1984, Cartagena tem maioria dos pontos históricos localizada na região central da cidade, seja no bairro de San Diego, Getsemani ou Centro. Eles ficam próximos entre si, tornando fácil fazer um roteiro a pé por todos eles. Hospedar-se no Centro Histórico é uma excelente opção para quem deseja uma experiência de luxo, optando pelos famosos hotéis coloniais ou os hotéis boutiques, com decoração exclusiva e serviços personalizados de alta qualidade.

Os 11 km de muros construídos para proteger a cidade de ataques piratas são a razão pela qual Cartagena também é conhecida como “Ciudad Amurallada”. A muralha cerca a parte antiga da cidade e concentra alguns dos principais pontos turísticos, como a Torre do Relógio, o Palácio da Inquisição, igrejas, praças e museus, além da própria muralha com seus baluartes que é um lugar perfeito para apreciar o pôr do sol. A pé, de bicicleta ou em um passeio de carruagem, torna-se um programa obrigatório desvendar a Cidade Amuralhada.

cidade muro

CARTAGENA, Cidade Amuralhada

Outras duas imperdíveis atrações de Cartagena são o Castelo de San Felipe e o Convento Santa Cruz de La Popa. No alto da colina de San Lazaro, o Castelo de San Felipe de Barajas predomina boa parte da paisagem da cidade. A construção é o mais incrível exemplar da arquitetura militar espanhola na América Latina. Já o Convento de Santa Cruz de La Popa, cuja construção data de 1607, fica estrategicamente localizado no ponto mais alto da cidade, tem uma vista espetacular, de onde é possível admirar quase toda a cidade. La Popa possui arquitetura colonial que se destaca e um museu com peças religiosas, como quadros e esculturas.

A Plaza Santo Domingo é a praça mais conhecida de Cartagena. A praça exibe uma escultura do artista colombiano Fernando Botero, chamada de “La Gorda Gertrudis” que segue rigorosamente o estilo do artista. A praça é ponto de encontro de turistas para apreciar restaurantes que ficam em volta da praça, principalmente à noite, com apresentações de artistas de rua.

plaza são domingo

Plaza Santo Domingo

O Parque Tayrona, um dos parques nacionais mais visitados do país, é de cair o queixo! Bem preservado, de beleza exuberante, vista nas águas cristalinas, na vegetação nativa e nas rochas. As praias, as trilhas pela floresta e povoados indígenas, que habitam a reserva desde o século 5, são os principais atrativos do Tayrona.

Declarado, pela Unesco, como uma reserva da biosfera, o parque possui 27 espécies de fauna e flora que são únicas da região, além de proteger mais 56 espécies que se encontram em perigo de extinção. As trilhas no parque são praticamente uma atividade obrigatória, já que é preciso fazê-las para chegar aos alojamentos. Os trajetos são todos bem sinalizados e o caminho é relativamente fácil. O horário de entrada e saída do parque é das 8h às 17h.

 

parque tyrona

Parque Tayrona

Embora Cartagena esteja localizada em pleno Mar do Caribe, as praias existentes na cidade não fazem jus às expectativas criadas pela fama comum aos destinos caribenhos. Mas é possível encontrar belas praias em sua parte insular, são as ilhas que formam o Arquipélago Islas del Rosario.

O arquipélago é formado por 30 ilhas, sendo a maior delas a Isla Grande, a cerca de meia hora do centro de Cartagena. Há barcos partindo do Muelle de Los Pegasos e do Muelle de La Bodeguita, diariamente, onde é possível conhecer algumas de suas belas praias de areias brancas e mar cristalino. As Islas del Rosario fazem parte do Parque Nacional Natural Los Corales del Rosario y de San Bernardo. Localizado em uma área de 120 mil hectares, que abriga grande biodiversidade marinha e terrestre, como arrecifes de corais que ocupam 82,9% da região.

ARQUIPÉLAGO ISLAS DEL ROSARIO

Arquipélago Islas Del Rosario

O arquipélago oferece outras atrações além da diversão no mar do caribe. Uma grande pedida é uma visita ao Oceanário de Las Islas del Rosario, que possui vários aquários naturais, construídos de modo com que a própria água do mar forme os tanques. Nestes tanques estão diversas espécies de animais marinhos, entre elas várias espécies de peixes, tubarões, tartarugas e aves aquáticas.

Oceanário de Las Islas del Rosario

Oceanário De Las Islas Del Rosario

Inegavelmente, a Colômbia é um destino completo, que combina história, belezas arquitetônicas, cultura e vida noturna, com uma excelente oferta turística de hotéis e restaurantes e boa gastronomia. Naturalmente, na hora de retornar, se comprava o mote: “Colômbia, o único risco é que você queira ficar”.

“A vida está nos olhos de quem sabe ver” – Gabriel García Márquez, escritor colombiano

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Que tal um atendimento PREMIUM?Ligamos para você